CD-Rom Contacto Visual Alto Minho

cd-roms

Data:03 Jul, 1998

Competências:CD-Rom, programação multimédia, panoramas 360

Cliente:Contacto Visual - produção própria

CD-Rom Contacto Visual Alto Minho

O Alto Minho é uma região no noroeste de Portugal, entre os rios Lima e Minho, descendo um pouco na costa até ao rio Cávado, e na montanha até à Serra do Gerês. É a alma e coração de muitos portugueses.
Região de pequenos campos de milharais e vinhas, de grandes serras de granito, rasgadas por rios de encanto, como o rio Lima, o “rio do esquecimento”, como conta a lenda, “que quem o atravessar, tudo irá esquecer…”. Região de colinas verdes que nem o verão consegue esmorecer, capelas no topo dos montes mais altos que o povo construiu como que procurando estar mais próximo de Deus. Cidades seculares, vestígios de passados longínquos e tradições religiosas ainda hoje vividas nas romarias. Solares de nobrezas de outrora, hoje muitos deles convertidos em Turismo de Habitação. O maior Parque Natural português – Peneda-Gerês, e praias onde a natureza se faz sentir no ar, carregado de iodo e ventos do norte e nas águas frias de ondas bravas do oceano atlântico.
O CD-Rom Contacto Visual Alto Minho foi realizado com Apple QuickTime Virtual Reality. As fotografias foram recolhidas em 360 graus e são visualizadas numa imagem especial que você poderá controlar, movendo a imagem para a esquerda e para a direita numa rotação completa, e também um pouco para cima ou para baixo, ampliar ou reduzir.
Para realizar este projecto, percorremos 1700 Km pelas estradas do Alto Minho entre Março e Junho de 1998. Subimos às serras, procurámos os sítios mais espectaculares, por vezes, por caminhos quase intransitáveis. Em alguns dos locais visitados não pudemos fazer imagens. Por causa das condições atmosféricas, ou pelo estado do local, omitimos essas imagens, com alguma mágoa.

1999 – Prémio Festoril’99, Melhor CD-ROM de Aplicação de Tecnologias à Promoção Turistica.

Partilhar

"Somos o que fazemos repetidamente. Excelência, portanto, não é um acto, mas um hábito."